II Módulo de Padronização FMJ 2020

Relacionamento Interpessoal e Judô Escolar enriquecem evento

I Módulo de Padronização FMJ 2020
03/08/2020 - O presidente da Federação Mineira de Judô (FMJ), Nédio Henrique Pereira, e o campeão mundial e panamericano de judô, Luciano Corrêa, fizeram pronunciamentos durante a LIVE do II Módulo de Judô, que ocorreu nos dias 25 e 26 de julho de 2020 (sábado e domingo) expressando a enorme satisfação de fazer parte da “grande família do judô de Minas Gerais”.

Campeão participa da LIVE

I Módulo de Padronização FMJ 2020
Importante destacar que essa foi a última participação do Luciano como representante do Minas Tênis Clube (MTC), do qual se dedicou por várias décadas como treinador da base e auxiliar da equipe adulta de judô.
 
No dia seguinte, conforme agendado, Luciano já estava de malas prontas e seguiu para a capital pernanbucana, Recife, para ficar com a família.
 
Mas, Luciano Corrêa confirmou que vai continuar como presidente do Instituto Arrasta, em Belo Horizonte, entidade filiada à FMJ, no qual desenvolve o projeto Arrasta que treina mais de 300 crianças de comunidades carentes.
 
O campeão mundial prometeu que sempre que tiver disponibilidade virá à capital mineira para ministrar aulas de judô e incentivar a galerinha que atende com muito carinho.

Podcast: Luciano faz perguntas pertinentes sobre o Judô Escolar

Podcast: palavras do presidente da FMJ, Nédio Henrique

Nelson Matsunaga

I Módulo de Padronização FMJ 2020
Na parte da manhã, do sábado, a Comissão Estadual de Arbitragem da FMJ abriu o Módulo II com o curso Noções Básicas de Arbitragem.


Rodrigo Silva

I Módulo de Padronização FMJ 2020

Eduardo Gonçalves

I Módulo de Padronização FMJ 2020

Relacionamento Interpessoal

I Módulo de Padronização FMJ 2020
Ainda no sábado, o professor Luiz Augusto Martins Teixeira abordou o tema Psicologia do Esporte, com ênfase no Estresse/Coping, Motivação, Autoconhecimento e Relacionamento Interpessoal.
 
Luiz Augusto salientou que esse conteúdo é inovador e de fundamental importância para toda comunidade esportiva, sejam atletas, técnicos, árbitros ou dirigentes, pois são eles que estão diretamente relacionados com a satisfação/insatisfação, sucesso/fracasso e conflito/harmonia nos eventos competitivos e no dia a dia de cada instituição. 

São habilidades que podem ser identificadas e trabalhadas por todas as pessoas, interferindo significativamente na formação e disseminação de cidadãos melhores para o convívio em sociedade e para o trabalho laboral”, apontou.  

Conteúdo importante

I Módulo de Padronização FMJ 2020
Apesar do pouco tempo para abordar todo o conteúdo, houve uma aceitação expressiva por parte dos ouvintes, o que gerou muitos elogios ao ministrante da palestra e interesse por parte da maioria dos participantes em aprofundar no assunto com o professor Luiz Augusto.
 
Augusto ressaltou a presença de técnicos e de membros da Comissão de Arbitragem da FMJ, que julgaram o tema muito pertinente e importante ter o seu alcance ampliado para mais pessoas da comunidade esportiva de Minas Gerais.

Conhecimentos gerais

I Módulo de Padronização FMJ 2020
No domingo, o professor Luiz Augusto abriu as atividades do Módulo falando sobre os conhecimentos gerais de judô que todo atleta deve ter para desenvolver as práticas desse esporte. Confira a presentação, em PDF.


Material de Apoio




André Fernandes e o Judô Escolar

I Módulo de Padronização FMJ 2020
O professor André Fernandes abriu a palestra com o tema Judô Escolar, mas com ênfase para o esporte nas escolas japonesas.
 
Fernandes frisou que “o Budô para os jovens e as artes marciais do Japão (judô, sumô, kendô, karatê, aikidô, kyudô - tiro com arco -, shorinji kempo, naginata e jukendo), são formas de cultura que valorizam o espírito marcial tradicional, transmitido desde os tempos antigos. Através da prática do Budô, o estudante aprende boas maneiras, aprende as capacidades técnicas e desenvolve a mente e o corpo para se tornar um ser humano virtuoso”.
 
Fernandes disse que “Com o desenvolvimento do judô, enquanto abordagem educativa , o esporte funciona muito bem como prática que transmite valores morais e filosóficos. Portanto, é normal que a aproximação entre as escolas e o ensino de judô aconteça. É de suma importância que os professores de judô trabalhem com consciência clara das contribuições evidentes que o judô tem a oferecer a educação formal”.
 
Fernandes também acentuou que o método tradicional de ensino no Japão questiona o seguinte: “Pergunte a si mesmo: dou aula para o aluno ou para minha satisfação pessoal?; eu respeito meu aluno?; o meu aluno me faz perguntas?, que podem ser respondidas com a mensagem da sensei Kaori Yamaguchi, citando Andy Roxburgh: Quando você parar de aprender deve parar de ensinar”.
 
Para concluir, Fernandes evidenciou a importância de não desvincular a prática da teoria e nem a teoria da prática; de qualificar os dirigentes esportivos; de cuidar das crianças através de planejamento, metodologia e treinamento dos professores; além de estabelecer regras e mais eventos para crianças, em caráter urgente. 

Compartilhar valores do judô

I Módulo de Padronização FMJ 2020
O professor Gleyson Ribeiro Alves também abordou o tema “Judô na Escola” e começou com a seguinte pergunta: “judô escolar: educar para o esporte ou educar através do esporte?”.
 
Gleyson explicou que em 2019, quando participou do intercâmbio Brasil X Japão, do programa “Sport for Tomorrow”, que busca compartilhar os valores do esporte e do movimento olímpico e têm como objetivo capacitar professores para fomentar a prática do judô no âmbito das escolas públicas, foram seguidas as técnicas de Jigoro Kano (criador do judô), que usou como estratégia de disseminação do judô nas escolas, o valor educativo desse esporte baseado nos princípios da educação intelectual, moral e física.
 
Como muitos praticantes de judô sabem, os princípios básicos do judô são zenryoku zenyo (o uso da energia física e mental da melhor maneira) e jita kyoei (benefício próprio e benefício mútuo)”.
 
No Japão, o judô é desenvolvido dentro do programa escolar nas aulas de educação física com o nome de Budô (artes marciais japonesas) e têm como missão fazer com que cada praticante, por meio das boas maneiras, se torne um cidadão melhor para a sociedade. Além do judô, são ofertados para os alunos o kendo e o Sumô, com ênfase no valor educativo”, ressalta Gleyson”.

Judô na formação ética e moral

I Módulo de Padronização FMJ 2020
O professor fez as seguintes considerações pessoais: “Não existe um método único. Existem pontos positivos e negativos, os quais precisamos adaptar de acordo com a realidade de cada escola, pois o judô é muito importante na formação e educação das pessoas. Por isso, devemos adaptar às mudanças, mas sem abrir mão de valores e princípios morais e éticos”.
 
O judô está muito além de participações em torneios e conquista de medalhas. A essência do judô é a combinação de valores como o respeito, a disciplina e o companheirismo que fazem de seus praticantes pessoas melhores”.

Gleysom finalizou citando uma frase de Jigoro Kano: “O objetivo final do judô é o aperfeiçoar-se e contribuir com algo de valor para o mundo”.

Confira o registro fotográfico da LIVE do II Módulo de Judô 2020

Confira o vídeo da LIVE do II Módulo de Judô 2020

Os professores

I Módulo de Padronização FMJ 2020