MTC é prata na Copa Brasil Interclubes de Judô

Disputas acirradas marcaram o evento

Copa Brasil Interclubes de Judô 2020
30/11/2020 - A primeira edição da Copa Brasil Interclubes de Judô chegou ao final neste domingo, 29 de novembro, depois de quatro dias de disputas que consagrou o Esporte Clube Pinheiros como o grande campeão.

A equipe do MTC brilhou com a prata e o vice-campeonato; a medalha de bronze ficou para o time do Clube Paineiras do Morumby, que superou a jovem equipe do SESI no primeiro confronto do último dia. 

A competição fez parte do penúltimo evento do cronograma de judô de 2020, pois já está em desenvolvimento o Open Sulamericano de Judô Funcional, com vários atletas mineiros na seleção: Fagundes, Adriano, Luis, Gleysinho, Cidinha e Rasuck.

Minas e Pinheiros fazem duelo de gigantes

Copa Brasil Interclubes de Judô 2020
As duas equipes finalistas foram as que fizeram também melhor campanha na fase de grupos.

O Pinheiros passou em primeiro no Grupo A, com uma vitória sobre a Sogipa  (4 a 0) e uma derrota para o Paineiras (4 a 3). 

Na semifinal, a equipe do técnico Douglas Vieira passou pelo SESI chegou à decisão. 
 
Já o Minas, estava invicto na competição até chegar à final. Na fase de grupos, os comandados de Fulvio Miyata venceram Instituto Reação e o SESI para passar em primeiro lugar do Grupo B.

O cruzamento na semifinal foi contra o Paineiras do Morumby e, mais uma vez, os mineiros foram superiores, vencendo o confronto por 4 a 2. 

Sarah Nascimento no tudo ou nada

Copa Brasil Interclubes de Judô 2020
No combate pelo título, o Minas abriu dois pontos de vantagem, com as vitórias de Juscelino Nascimento Jr (+90kg) e Maria Taba (57kg) sobre Jonas Inocêncio (+90kg) e Ketelyn Nascimento (57kg).

O Pinheiros reagiu, com vitórias de Marcelo Contini (73kg) sobre Julio Koda Filho (73kg) e de Ellen Santana (70kg) sobre Sarah Nascimento (70kg). Dois a dois e o equilíbrio persistia no duelo. 
 
Eduardo Bettoni (90kg) deu novo fôlego ao Minas com um ipponzaço sobre Giovanni Ferreira (90kg), mas Beatriz Souza (+70kg) se impôs e superou Millena Silva (+70kg) para levar a decisão para a luta extra.

Três a três no placar e, quando isso acontece, sorteia-se uma categoria para repetir a luta, mas em ponto de ouro. Quem marcar primeiro, vence.
 
Neste momento, Ellen Santana e Sarah Nascimento foram as sorteadas e retornaram ao tatame para o tudo ou nada.

Em combate acirrado, Ellen achou um waza-ari salvador e sacramentou a vitória do Pinheiros.


1º dia de combates

2º dia de combates

Semifinais

Bronze e Final