Resultados no Brasileiro Sub-21 mostram ascensão do judô sob a atual gestão da FMJ

Minas Gerais classificou-se em 2º lugar geral por entidade

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Dstaque para os atletas Matheus Julio Oliveira; Julio Cesar Koda Filho; Guilherme César Schimidt; Jonas Irwyng Castro Ribeiro; João Vitor Souza dos Santos; Maria Regina Harumi Taba e Millena Ribeiro da Silva

Equipe de Minas Gerais em Lauro de Freitas, na Bahia

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
10/09/19 - Neste setembro, atletas e técnicos de Minas Gerais foram custeados e brilharam no Campeonato Brasileiro Sub-21, realizado no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas/BA, que recebeu as lutas das categorias Superligeiro, Ligeiro, Meio-Leve e Leve, Meio-Médio, Médio, Meio-Pesado e Pesado.

A competição soma pontos importantes para o Ranking Nacional e é a última da classe Sub-21, antes do Mundial de Marrakech, no Marrocos.



A competência dos técnicos reflete os bons resultados

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Na imagem, da esquerda para a direita, judocas Taba, Koda, Jonas e João, acompanhados pelos professores Luciano Correa (esquerda) e Fúlvio Miyata (direita) 

A delegação mineira de judô foi recebida em Lauro de Freitas e acompanhada durante o Brasileiro Sub-21 pelo coordenador técnico da Federação Mineira de Judô (FMJ), professor Edmilson Leite Guimarães.

A FMJ destaca o trabalho eficiente e incansável dos técnicos dos atletas, os professores Fúlvio Kimio Miyata, Luciano Ribeiro Corrêa e André Ferreira Avelar. Atuaram, também, como técnicos da seleção Sub-21, Alan Valter da Silva, Alexandre Cristiano Silva e Hevilmar dos Santos Rocha. A chefia da delegação coube a André Fernandes Chaves Filho. Todos contribuíram muito para que a Seleção Mineira de Judô Sub21, masculina e feminina, obtivesse expressivos resultados nos últimos certames.

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil

​​ Brasileiro Sub-21 na Bahia
A FMJ tem mostrado, na prática, capacidade administrativa, criatividade e perseverança para elaborar projetos, buscar parcerias e recursos de programas específicos de incentivos aos esportes para aplicação no judô.

Graças a esses recursos conseguidos pela gestão impecável da diretoria da FMJ, cujo presidente é Nédio Henrique Pereira, judocas mineiros e técnicos também foram ao Campeonato Brasileiro de Judô para competir nas classes Sub-15 e Sub-18, no Rio de Janeiro/RJ, neste agosto.

Autoridades do esporte na Bahia

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
O Brasileiro Sub-21 de Judô honrou as presenças de diversas autoridades do esporte. Dentre essas, destacam-se o presidente da Federação Baiana de Judô, Marcelo Ornelas; o presidente da Federação Sergipana de Judô, Durval Américo; o presidente da Federação Amapaense de Judô, Adriano Barbosa Lins; o gestor nacional de Eventos da CBJ, Matheus Theotônio, e o coordenador nacional de Arbitragem Edison Minakawa.

O presidente da Federação Baiana de Judô, Marcelo Ornelas, ressaltou a satisfação receber uma classe tão importante que considera como “pré-olímpica”.

A próxima parada da temporada será em Brasília, com a disputa do Troféu Brasil e Grand Prix de Judô, nos dias 20, 21 e 22 de setembro.

Imagens do Brasileiro Sub-21 de Judô

Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil
Competência e parcerias elevam patamar do judô mineiro no Brasil