TOP 10 2019

MG é 4º e o MTC 2º no Quadro Geral de Medalhas

Minas Gerais fica em quarto lugar e o Minas Tênis Clube é o segundo no Quadro de Medalhas do TOP 10 2019
19/12/19 - Minas Gerais sobe várias posições em relação aos últimos anos e termina 2019 em 4º lugar. O Minas Tênis Clube (MTC) conquistou o 2º lugar no Quadro Geral de Medalhas.
 
A temporada 2019 do judô nacional chegou ao final e a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) destaca o Top 10 dos Estados e dos Clubes no Quadro Geral de Medalhas.
 
Para os Estados, a contagem incluiu todos os resultados das seleções estaduais de judô nas competições nacionais das classes Sub-18, Sub-21 e Sênior.
 
Minas Gerais encerra 2019 com 128 láureas, sendo 41 medalhas de ouro, 34 de prata e 53 de bronze. Destaque para a campanha no Brasileiro Sênior, com 14 conquistas (sete ouros, três pratas e quatro bronzes). Tudo isso graças ao empenhop da FMJ para buscar patrocínios e verbas de incentivos aos esportes.
 
Para os Clubes, a contagem computou todas as medalhas conquistadas nas competições nacionais de judô organizadas pela CBJ, do Sub-18 ao Sênior. O Minas Tênis Clube (MTC) ficou atrás apenas do Instituto Reação, do Rio de Janeiro/RJ.
 
Após dois anos no 4º lugar, o Minas subiu para a 2ª posição do quadro geral de medalhas, com 93 medalhas, sendo 35 delas de ouro. Além destas, foram mais 26 de prata e 32 de bronze, com destaque para a campanha no Brasileiro Sênior, quando terminou em 1º com sete ouros, três pratas e quatro bronzes.

Isso graças à gestão de alto rendimento do clube, enriquecida pela folga orçamentária proporcionada pelos recursos incentivados captados pela Federação Mineira de Judô (FMJ), no corrente ano, que serviu para custeio da quase totalidade do valor empregado em pagamento de inscrições, hospedagens, passagens aéreas e alimentação, para técnicos e atletas.

Palavras do presidente da FMJ

Minas Gerais fica em quarto lugar e o Minas Tênis Clube é o segundo no Quadro de Medalhas do TOP 10 2019
Nas palavras do presidente Nédio Pereira, "o inédito desempenho do judo mineiro em 2019 sinaliza ser possível o alcance da Visão Institucional da FMJ, que consiste em colocar Minas Gerais entre as três maiores potências nacionais da modalidade, até 2024". 
 
“Graças às ações, como por exemplo do Programa de Apoio às Federações de Judô (PAF), instituído pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ), foram propiciados aos atletas acesso homogêneo às competições nacionais nos últimos anos, resultando na presença de diferentes Estados no pódio, fatos inexistentes antes do referido programa", finalizou Nédio.

A diretoria da FMJ espera contar com maior participação dos técnicos mineiros para propor e confeccionar novos projetos incentivados para o futuro, objetivando a capacitação profissional dos professores e a facilitação da participação dos atletas nos Campeonatos Brasileiros Regionais e Finais.

A FMJ ressalta que está prevista a realização do Campeonato Brasileiro Regional de Judô de 2020 em Belo Horizonte, o que configura excelente oportunidade para as seleções mineiras entrarem com suas equipes completas, superando resultados anteriores.